sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Ouro Preto

I
auriverde
pendão de fé
aura áurea
linda aurora
resplandecente
atrás do outeiro
de Itacolomi

II
da praça
onde predica
o padre
a prece
precisa
estar aqui
para se pretejar
do cintilante dourado
(será que se preteja
de ouro?)

III
vão-se embora
naquela tarde gris
primaz
imbuídos e ouriçados
do precioso prazer
de um dia
terem caminhado
nas ruas
precisas
e preeminentes
daquela que outrora
ambição foi locomotiva
e ouro combustível

Um comentário:

Miguel Del Castillo disse...

gostei bastante desse.